À espera do Papa

 

Celular despertando com o céu ainda escuro, café da manhã corrido, chegada ao Vaticano mais cedo do que de costume (pois eu trabalhava em uma agência de viagens ali). Deparo-me com a primeira fila: olho para o lado e todas as pessoas na fila e na aglomeração estavam com o convite da Audiência Papal. O grande detalhe foi que eu esqueci de pegar o meu no dia anterior! Cruzei os dedos.  Segunda fila, somos revistados e liberados, tudo Ok. Ando apressada para chegar aonde ficam as cadeiras, pois no dia da Audiência ficam inúmeras cadeiras para os fiéis: ENTREI! Alívio! Procuro um lugar nas laterais (porque sabia o percurso do Papa-móvel, afinal acompanhava toda semana frenética de longe pelo telão. Naquele momento vi um local de entrada, na verdade era a passagem das pessoas para chegarem até as cadeiras, mas vi que, seria fechado ao passar o Papa-móvel, porque a “trava” estava ao lado. Fiquei quietinha, pensando que daria tudo certo!

De repente escuto vozes “familiares”, eram brasileiros!

Um casal com uma linda bebê! Percebi que eles estavam perdidos, puxei conversa e falei para eles se sentarem mais a frente, e que quando desse a hora eles viessem para perto de mim porque o Papa passaria pertinho. Logo depois um grupo de brasileiros e novamente puxei assunto (não adianta o lado patriota fala mais alto). Era um grupo de jovens brasileiros que moram em Dublin. Fomos conversando, falando de todas as experiências vividas na capital irlandesa. Entre uma conversa e outra, falávamos das nossas emções em estar ali, à espera do Papa Francisco.

A hora passou, os homens vieram fechar o “buraco” (passagem) que estávamos e resultado: ficamos grudados e penduramos na grade para segurança de quem ninguém iria nos tirar dali! Sim, iríamos ver o Papa de perto!  Não sei ao certo explicar o sentimento deste momento. Uma mistura de ansiedade, alegria e todo nosso lado espiritual juntos.

O Papa-móvel virou, lá vinha ele… sorridente, carismático, um semblante diferente de tudo o que vemos no dia a dia! Ele passa, nossos celulares acionados nos vídeos, fotos e nossas mãos trêmulas. O policial pega a nenem (aquela brasileira linda) e o Papa a beija abençoando, como de costume! Emoção, sorrisos e muita alegria! Leia mais AQUI https://acrosstheuniverse.blog.br/o-dia-em-que-o-papa-francisco-abencoou-a-minha-filha/

Quando a emoção estava se acalmando, avistamos o Papa Móvel novamente: sim ele voltou pelo mesmo lugar, mais emoção e gritos!
Quando tudo se acalmou, olhei para o grupo de Dublin: todos (“marmanjos”) falando: “gente meu coração está disparado!”
Mais a frente vejo a Maisa (mãe da bebê) sentada chorando e sorrindo, o papai da Maisa fazendo carinho em seu rosto com uma mão e com a outra segurando a Helena! Eu, parada sem saber ao certo se aquilo tudo era realidade!

Eu jamais poderia imaginar que essa situação fosse ser notícia no Brasil, afinal, tive a atitude automática em ajudar meus “irmãos brasileiros”, acredito isso estar no sangue mesmo. CLIQUE AQUI https://g1.globo.com/goias/noticia/papa-francisco-beija-e-abencoa-bebe-de-goias-em-meio-a-20-mil-pessoas-no-vaticano-video.ghtml

Assim… a “catraca” abriu e sai para trabalhar!

Aos brasileiros dessa emoção: talvez nunca mais iremos nos ver, mas com certeza nossa história será para o resto da vida!

Para quem está indo para Roma e tenha interesse nos detalhes de como Audiência Papal, há todas as informações no site do Vaticano. Existe um procedimento para inscrever e receber o convite da Audiência. Os convites para a Audiência são gratuitos, jamais pague por ele.

Mas Juliana, você entrou sem convite! Sim, eu e também várias pessoas, todas as quartas-feiras podem entrar, sem convite, embora não possam ser oferecidas.

As audiência são sempre às quartas-feiras, às 10:00 horas na Praça São Pedro no Vaticano. Geralmente, em dias não chuvosos, o Papa aparece umas 09:20 e começa a passar com o Papa Móvel pela Praça. Apesar de serem milhares de pessoas, tudo é muito bem organizado. Aconselho sempre às pessoas a chegarem o mais cedo que puderem para garantir um local onde possam ver o carismático Papa bem de perto.

A Audiência termina as 11:00 horas e toda a Praça vai sendo liberada. Para os que tiverem interesse em fazer o tour nos Museus do Vaticano, Capela Sistina e a Basílica São Pedro, são oferecidos os passeios guiados em todas as línguas, inclusive em Português. A visita é linda e dura mais ou menos duas horas e meia.

A visita apenas na Basílica São Pedro não é cobrada, porém a fila é sempre bem grande e costuma levar duas horas aos que decidem enfrenta-la. Porém, quando compramos o tour guiado, não enfrentamos nenhuma das filas: tanto a dos Museus quanto a da Basílica. Ou seja, vale muito a pena!

Para os que compram o bilhete on line, atenção! O bilhete só da direito a entrada dos Museus e Capela Sistina, assim para os que querem visitar a Basílica, terão que voltar para a Praça São Pedro e enfrentar toda a fila. Muitas pessoas desconhecem este procedimento e acabam tendo “surpresas” ao chegarem no Vaticano.

De qualquer forma, aos católicos ou não, aos que têm apenas uma simpatia pelo Papa Francisco, é uma experiência incrível.

Juliana Gasparette

Junho 2018 – Roma – Itália

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *