Natal longe de casa

 

Eu não poderia ter escolhido data mais exata para escrever este texto, afinal hoje são 24 de dezembro e estou na minha sala, com os pés gelados do frio e o aquecedor ligado. Acabei de olhar pela janela e o tempo lá fora está cinza e com ventos fortes, a chuva vem chegando de mansinho e foi escrevendo que encontrei um jeito de aliviar a saudade da preparação da Ceia com a casa cheia de gente e as janelas abertas para refrescar o calor do Brasil.

Quando você decide morar em outro País, você já sabe que nestas datas vai ter um certo vazio, mas a verdade é que, só quando você sente na pele o que isso significa é que você passa a entender o quanto você ainda pertence “à sua casa”. Não assustem, não desanimem, esse sentimento passa e a vida volta ao normal. A história que você está construindo seja lá em que País você mora, é sua e não vai ser o vazio que está no seu coração na noite de Natal que vai colocar tudo a perder.

Já é o meu segundo Natal fora e longe da família e dos amigos. Hoje sou casada e tenho minha nova família aqui. Amanhã estaremos juntos, fazendo a nossa Ceia, conversando sobre a vida e tomando um bom vinho. O aquecedor vai estar ligado, estaremos de meias de lã nos pés e fazendo as brincadeiras natalinas inglesas. Tudo isso vai aquecer meu coração e vai me dar aquela sensação de que estou começando a pertencer a este País onde estou construindo uma história. No fundo, metade do meu coração estará no verão com a família no Brasil e metade estará no inverno com a minha nova família aqui na Inglaterra.

O mais incrível de tudo isso é que a magia desta data seja no verão ou no inverno está presente e nos dá a certeza de que o mais importante na vida é termos nossa base e nossa família unida pois é este o verdadeiro sentido do Natal.

Merry Christmas!!!

 

Juliana Gasparette

24/12/2019 – Aylesbury – Inglaterra

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *